Quarta-Feira negra na internet

Imagem: Reprodução da página de protesto do Wikipédia

Hoje, 18/01, gigantes da web prometem protestar contra a SOPA (Stop Online Piracy Act), projeto de lei anti-pirataria, que tramita no Congresso Americano, com intuito de censurar a web.

Rumores davam conta de que empresas grandes como Google, Facebook e Twitter ficariam fora do ar durante todo o dia, o que não ocorre. Porém, alguns deles alteraram suas páginas iniciais e nelas, incluíram frases de protestos. Para eles, a SOPA tende a prejudicar a liberdade e a Internet aberta, criando ferramentas de censura para sites americanos.


O SOPA foi apresentado pelo congressista americano Lamar Smith, e apoiado gravadoras e estúdios de cinema, no ano passado, e responsabilizará os sites que oferecem conteúdos protegidos por direitos autorais, publicados e compartilhados por seus usuários, incluindo os grandes buscadores e as redes sociais.

Para obrigar que os sites deixem de publicar conteúdos “ilícitos”, a lei prevê bloquear os serviços de pagamentos online utilizados por eles, como operações de cartão de crédito e o PayPal, além do bloqueio dos serviços prestados por eles. E para que o site seja desbloqueado, deverá recorrer à Justiça americana, o que seria caro e demorado.

No site da INFO ABRIL, é possível visualizar algumas páginas iniciais que foram alteradas, em protesto à SOPA.

Com este protesto, os grandes sites que possuem milhões de acessos, esperam atingir a população, e conseguir que o projeto de lei não seja aprovado.


Share on Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *